De olho no público vegano, Coca-Cola muda marca AdeS e cria mais versões de leites 100% vegetais

- visualizações

De olho no público vegano, Coca-Cola muda marca AdeS e cria mais versões de leites 100% vegetais

Leia toda a matéria.


466 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Dois anos após comprar a marca AdeS da Unilever, a Coca-Cola anuncia mudanças profundas nos produtos da linha.

O AdeS Original, de soja, agora é feito com soja não-transgênica e tem 23% mais proteína (a mesma quantidade que o leite de vaca) e é também enriquecido com cálcio. Um copo de 200 ml garante 26% da ingestão diária recomendada de cálcio.

Além da soja, AdeS ganhou também outras matérias-primas: amêndoas e coco. O de amêndoas tem ainda uma versão com baunilha.

Os veganos são o público-alvo de algumas mudanças que a Coca-Cola fez no AdeS. A vitamina D, que antes era de origem animal, foi substituída por uma versão vegetal nos leites que têm essas novas embalagens que aparecem ilustrando esta matéria.

“Ao substituir a vitamina D3 pela D2, de origem vegetal, o produto passa a ser apto ao consumo vegano por não ter nenhum ingrediente animal.” – diz um comunicado da empresa à imprensa.

Pedro Massa, diretor de novos negócios da Coca-Cola Brasil, afirmou no comunicado que a força de distribuição da empresa levará o leite vegetal AdeS para os quatro cantos do país.

“Nossas pesquisas mostram que existe um crescimento cada vez maior na demanda por alimentos mais equilibrados sob o ponto de vista nutricional. O consumo de bebidas vegetais está no centro dessa mudança. Temos a ambição de democratizar o acesso às bebidas vegetais no país. Com a distribuição do Sistema Coca-Cola, já dobramos disponibilidade de AdeS em alguns canais de distribuição.” – disse Pedro.

O preço sugerido de AdeS Amêndoas e de AdeS Amêndoas Baunilha é de R$ 12,90. A versão preparada com coco tem o preço sugerido de R$ 9,90. Já o AdeS Original, de soja, tem preço sugerido de R$ 5,50. Todas as versões têm 1 litro cada.

Outros produtos AdeS também passarão por mudanças para não terem mais ingredientes de origem animal. São eles: AdeS Vitamina de Morango, AdeS Fruta Sabor Morango e AdeS Fruta Sabor Pêssego. Esses três sabores têm o corante carmim de cochonilha, que é feito à base de insetos. Segundo a empresa, esse corante será substituído em lotes futuros do produto.

Todos os AdeS que não têm nada de origem animal ganharam um selo na lateral de sua embalagem com a inscrição “vegano”. Não é uma certificação oficial de alguma instituição vegana, e sim apenas uma forma da empresa comunicar que aquele produto não tem nada de origem animal.

Ao optar por consumir o produto, preste muita atenção a esse selo, pois, sem ele, é muito provável que trata-se de versão de AdeS que tem algo de origem animal.

Se você está pensando em consumir AdeS, é muito importante que você saiba:

Sobre testes em animais, a marca afirma não testar em animais desde 2007, conforme anunciado por uma das maiores ONGs animalistas do mundo, a PETA (veja aqui).

Dez anos depois, em 2017, a mesma ONG criticou fortemente a Coca-Cola pelo fato da empresa patrocinar uma corrida de cães na qual já morreram mais de 150 animais. Em abril de 2018, a PETA chegou a fazer um protesto contra a Coca-Cola, pressionando a gigante dos refrigerantes a parar de patrocinar eventos que envolvam animais (veja aqui).

A Coca-Cola é também uma das principais patrocinadoras de um grande rodeio nos Estados Unidos, conforme noticiamos em 2015 (relembre aqui). A Coca-Cola já patrocina esse evento há muitos anos e continua patrocinando, bem como outros rodeios menores também.

466 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: