Após décadas de pesquisas, cientistas afirmam que as outras espécies também criam cultura

- visualizações

Após décadas de pesquisas, cientistas afirmam que as outras espécies também criam cultura

Mais inteligentes do que se imaginava.


109 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Uma excelente matéria publicada no site da Revista Superinteressante na sexta-feira (12) fala sobre cultura. Mas, ao contrário do senso comum, o texto fala de cultura entre os outros animais, não sobre cultura humana (veja aqui).

Há quase sete décadas, cientistas japoneses começaram a observar um macaco batizado por eles de Imo. Esse macaco viveu em uma pequena ilha chamada Koshima. Imo gostava de batata-doce, raiz abundante na região. Ele descobriu que a iguaria poderia ficar muito mais saborosa se lavada antes.

Imo começou a retirar a terra da batata-doce mergulhando-a na água. Depois, descobriu que poderia usar uma das mãos para segurar a batata submersa e a outra mão para retirar o barro que não tinha saído sozinho.

Apenas três meses depois, outros dois macacos começaram a comer batatas da mesma forma que Imo. Em cinco anos, os cientistas observaram que quase todos os macacos que cercavam Imo usavam sua técnica de lavagem de batata. Atualmente, todos os macacos da ilha de Koshima lavam as batatas-doces antes de comer, exatamente como feito por Imo há quase 70 anos. É possível ver esse comportamento no vídeo que está no fim da matéria.

Os cientistas afirmam que isso é uma prova clara de que houve um aprendizado passado de indivíduo para indivíduo, algo que não veio por meio de instinto ou apenas de imitação.

“O curioso é que, quando um garçom de um restaurante japonês aprende a fazer seus pratos observando o sushiman em ação, isso é aprendizado. Quando um animal aprende uma nova técnica de conseguir alimentos observando outro, isso é visto como imitação.” – diz o holandês Frans de Waal, Phd e primatólogo, rebatendo críticos que dizem que o comportamento dos macacos de Koshima é apenas imitação.

Sobre o comportamento dos macacos ser ou não cultura, o cientista simplifica: “Cultura é um comportamento transmitido socialmente que não é adquirido individualmente nem geneticamente.” – afirma o holandês.

Mas a lista de animais que criam cultura não tem apenas primatas. “É natural que, no início, as pesquisas se concentrem em animais mais semelhantes ao homem. Até mesmo porque é mais fácil reconhecer a presença de cultura em artefatos produzidos pelas mãos, o que exclui, por exemplo, os animais que vivem no mar.” – explica César Ades, que estuda o comportamento animal na Universidade de São Paulo (USP).

O cientista paulistano sugere que os estudos sobre cultura entre as outras espécies de animais estão no início, mas que deverão surgir muitas outras descobertas de comportamento cultural entre os outros animais em breve.

Assista ao vídeo | YouTube

109 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: