Vista-se | Ativista vegano infiltrado nas farras do boi de Santa Catarina resgata dois animais com vida

- visualizações

Ativista vegano infiltrado nas farras do boi de Santa Catarina resgata dois animais com vida

Confira a entrevista em vídeo publicada pelo canal VegetariRANGO.


1 pessoa agradeceu por este conteúdo.


O canal do YouTube VegetariRANGO é basicamente de receitas e humor, mas de vez em quando o assunto fica sério por lá e o ator Flavio Giusti, que faz o canal, faz ótimos vídeos com assuntos sérios.

Nesse caso, o vídeo é uma entrevista com um ativista vegano de Santa Catarina sobre a farra do boi. Um excelente e necessário vídeo, diga-se de passagem. Esse tipo de material é importante para mostrar para o resto do país o que acontece em Santa Catarina na época da Páscoa.

Na entrevista, o ativista que não pode ser identificado por questões de segurança, conta que se infiltrou em diversas farras do boi nos últimos dias. Com informações privilegiadas e imagens de dentro dos eventos clandestinos, ele ajudou a polícia a coibir a prática.

Conforme noticiamos nessa terça-feira (18), pela primeira vez na história, a polícia chegou com tudo contra os farristas e até o BOPE foi chamado e contou com o auxílio de um helicóptero (relembre aqui). A farra do boi é proibida há cerca de 20 anos, portanto, todos os farristas, como são chamados os participantes dos eventos, são considerados criminosos.

Quando um animal é usado para a farra do boi, além de ser torturado e machucado por dias, ele só tem um destino: a morte. Se o animal não morre pelas mãos dos farristas, será sacrificado pelo poder público porque é um animal sem nenhuma identificação. Os farristas maltratam o animal porque a tradição da prática diz que o boi é como Judas, que na mitologia bíblica teria traído Jesus Cristo.

Felizmente, graças à ação do ativista que aparece no vídeo e de outros ativistas envolvidos no grupo Brasil Contra a Farra do Boi (Facebook), dois animais foram resgatados com vida (fotos no fim desta matéria). Os ativistas conseguiram uma liminar na Justiça para que os animais ficassem sob guarda provisória. Agora, os ativistas precisam de ajuda financeira para retirar os animais de Santa Catarina e mandá-los para um santuário onde eles ficarão seguros e cobrir outros gastos. Quem quiser ajudar pode fazê-lo pela internet (doe aqui).

Assista ao vídeo | YouTube

Fotos dos animais resgatados:


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Erros:
Se você encontrar um erro de português, mande-o para nós e receba até R$ 100,00. Entenda.


Publicidade:

1 pessoa agradeceu por este conteúdo.