Ativistas conseguem mandado contra embarque de animais vivos em São Sebastião, mas navio zarpa

- visualizações

Ativistas conseguem mandado contra embarque de animais vivos em São Sebastião, mas navio zarpa

A luta continua na Justiça.


143 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Ativistas que lutam pelos direitos dos animais conseguiram há poucas semanas que o Porto de Santos, o maior da América Latina, deixasse de embarcar animais vivos. Após protestos e ações na Justiça, uma lei municipal proibiu esse tipo de movimentação por lá (relembre aqui).

O processo natural é que toda a demanda do Porto de Santos ficasse para o porto mais próximo, que fica na cidade de São Sebastião, também no litoral de São Paulo.

Há alguns dias, um navio com capacidade para levar 6.120 bois vivos atracou no Porto de São Sebastião e iniciou o processo de embarque. O navio chama-se Blue Ocean e, até o fechamento desta matéria, ainda constava como atracado no site oficial do porto (veja aqui). Mas ele saiu na madrugada de sábado (14) para domingo (15), explicamos a seguir.

Com a notícia dos embarques em São Sebastião, ativistas mais uma vez foram até o local para filmar e registrar provas de maus-tratos aos animais e de crimes ambientais. Uma ação impetrada pela ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) impediu os embarques no Porto de São Sebastião por 48 horas, até seu julgamento (entenda aqui).

Desobedecendo a Justiça, o navio Blue Ocean zarpou na madrugada de sábado (14) para domingo (15), provavelmente sem embarcar todos os animais que pretendia, conforme explica a ativista Beatriz Silva, da ONG Santa Adoção (veja aqui).

A localização do Blue Ocean, que tem bandeira da República do Palau, pode ser conferida no site internacional Marine Traffic, que dá a localização em tempo real de todos os navios do mundo (veja aqui). No mesmo site consta que o destino do Blue Ocean é a cidade de Las Palmas, um território espanhol nas Ilhas Canárias.

Nos próximos dias estão programados novos embarques de animais no Porto de São Sebastião. Caso a Justiça permita que eles aconteçam, os ativistas estarão lá novamente para registrar tudo, mesmo sob ameaças e hostilidade por parte dos trabalhadores do porto, como aconteceu nos últimos dias.

Para ler todas as notícias já publicadas no Vista-se sobre o caso Porto Vergonha, que reúne as lutas pelo fim do embarque de animais vivos nos portos brasileiros, vá até o menu, passe o mouse em “casos” e escolha “porto vergonha”.

143 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: