- visualizações

Baleias: proposta do Japão pela liberação da caça comercial é negada por maioria de votos

Entenda o caso.


237 pessoas agradeceram por este conteúdo.


A maioria dos países presentes na reunião da Comissão Internacional das Baleias (CIB) decidiu que a caça comercial à baleia não será liberada. Ela está proibida desde 1986, mas havia uma proposta do Japão para que fosse possível caçar baleias assim como se faz com atuns e outros animais marinhos.

Foram 41 votos contrários à liberação da caça e 27 a favor. Como o Japão precisava de pelo menos 75% dos votos para passar a proposta, o evento foi encerrado com resultado positivo para os animais.

A caça para subsistência em pequenas ilhas e regiões isoladas do continente, geralmente cobertas de gelo, foi autorizada com limitação de animais mortos e fiscalização (pelo menos na teoria).

Uma proposta do governo brasileiro para criação de um santuário no Atlântico Sul para que as baleias não pudessem ser caçadas sob qualquer pretexto foi recusada, infelizmente.

No próximo ano, é possível que o Japão apresente nova proposta para liberar a caça comercial às baleias. Mas um documento aprovado esta semana chamado Declaração de Florianópolis, em referência à cidade onde foi realizado o evento, inclina as ações da CIB para algo mais conservacionista.

Assim, há uma tendência para que os próximos debates sejam para decidir como proteger as baleias, e não se a caça deve ou não voltar.

O canal do portal Vista-se no YouTube (inscreva-se) tem o apoio do Prime Dog (Facebook) e da Loja Vista-se (loja on-line).

Assista ao vídeo | YouTube

237 pessoas agradeceram por este conteúdo.

publicidade


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: