Chanel anuncia que deixará de usar peles de animais exóticos em suas coleções no mundo todo

- visualizações

Chanel anuncia que deixará de usar peles de animais exóticos em suas coleções no mundo todo

Um passo importante.


146 pessoas agradeceram por este conteúdo.


A grife francesa Chanel, uma das mais conhecidas do mundo com mais de 50 milhões de seguidores nas redes sociais, anunciou que deixará de comercializar produtos com peles de animais exóticos.

A marca se consolidou no passado com produtos feitos com pele de crocodilo, arraia, lagarto e cobra. Mas reconheceu que é impossível obter esses materiais de forma ética e garantiu que vai investir em tecidos sustentáveis que não envolvam animais.

Couro de boi e outros tipos de pele de animais considerados de consumo provavelmente continuarão sendo usados por hora, pois a marca se posicionou apenas sobre peles de animais exóticos. De qualquer maneira, um passo gigantesco na indústria da moda.

Outras grifes gigantes como Gucci e Armani também já têm posicionamento semelhante. A ONG norte-americana PETA comemorou a atitude da Chanel e aproveitou o gancho para cobrar o mesmo da marca Louis Vuitton.

“Por décadas, temos pedido à marca para optar pela moda luxuosa e livre de crueldade para que nenhum animal tenha que sofrer e morrer. E agora é hora de outras empresas, como a Louis Vuitton, seguirem o exemplo.” – afirmou Tracy Reimen, vice-presidente executiva da ONG.

146 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: