- visualizações

China proíbe consumo de animais silvestres e promete punição severa a quem desobedecer

Milhões de animais serão poupados.


71 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Por conta do surto da doença COVID-19, causada pelo novo coronavírus que preocupa o mundo inteiro, parlamentares chineses sugeriram a proibição total da venda e do consumo de animais silvestres.

A sugestão foi acatada pelo governo chinês e já é regra em todo o país. A nova lei vale também para caça e transporte de animais silvestres com finalidade de consumo. O uso de animais silvestres para pesquisas ou qualquer outra finalidade terá que ser aprovado pelo governo e será monitorado.

“Tem havido uma preocupação crescente entre as pessoas sobre o consumo de animais selvagens e os perigos ocultos que isso traz à saúde pública desde o novo surto da doença por coronavírus.” – disse Zhang Tiewei, porta-voz dos Assuntos Legislativos da China.

Muitos mercados chineses de animais vivos, que comercializavam livremente cobras, morcegos, veados, crocodilos e outras espécies selvagens, estão fechados. Quando reabrirem, só poderão comercializar animais não silvestres como bois, galinhas, peixes e outros. O governo prometeu punição severa a quem contrariar a nova regra.

Embora deva aumentar o consumo de animais não silvestres, milhões de animais silvestres serão poupados com a nova lei.

71 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: