Cléber, o segurança que matou o cachorrinho no Carrefour, é hostilizado na saída da delegacia

- visualizações

Cléber, o segurança que matou o cachorrinho no Carrefour, é hostilizado na saída da delegacia

Assista ao vídeo.


231 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Foi divulgado nesta quinta-feira (6) o primeiro nome do segurança do Carrefour que matou o cachorro a pauladas. Cléber depôs na delegacia de Osasco, cidade onde ocorreu o crime, e foi hostilizado na saída do prédio.

O delegado Bruno Lima, que se elegeu para deputado estadual pelo PSL, mesmo partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, estava na porta da delegacia esperando a saída de Cléber. Bruno atua em São Paulo, mas tem acompanhado o caso de perto em Osasco.

“Você que é o covarde, agressor de animal? Hein, Cléber?! Covarde! Por que você não dá uma madeirada em mim?” – provocou o delegado.

Também estavam na porta da delegacia várias emissoras de TV. O segurança saiu sem falar com ninguém, de cabeça baixa e sempre escondendo o rosto.

Nota: estamos observando muitos pedidos e linchamento do segurança, publicações carregadas de ódio e violência. A revolta é grande e não há palavras para descrever a selvageria dos fatos já amplamente divulgados, mas é importante que a Justiça seja feita de forma civilizada, e não com atos violentos como os do criminoso.

Assista ao vídeo | Facebook

231 pessoas agradeceram por este conteúdo.

publicidade


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: