Debate sobre produtos veganos com nomes como ‘hambúrguer’ ou ‘leite’ chega aos Estados Unidos

- visualizações

Debate sobre produtos veganos com nomes como ‘hambúrguer’ ou ‘leite’ chega aos Estados Unidos

Tudo por conta da popularidade dos produtos vegetais.


117 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Segundo uma matéria publicada no site da revista Isto É (veja aqui), o debate sobre produtos sem nada de origem animal com denominações como “carne” ou “leite” está a todo vapor nos Estados Unidos. O mesmo debate virou projeto de lei na França recentemente, conforme noticiamos (veja aqui).

Segundo a Isto É, o agronegócio norte-americano está muito preocupado com a incrível popularidade que os produtos de origem vegetal vem ganhando, principalmente entre os consumidores mais jovens.

A indústria leiteira já tem uma queda considerável nas vendas por conta de alternativas de origem vegetal. Nos Estados Unidos, leites de amêndoas, soja ou aveia já representam 10% de todo o leite comercializado no país. Hambúrgueres e outras carnes vegetais estão indo pelo mesmo caminho, aparecendo cada vez mais nas prateleiras.

Os produtores de carne usam o argumento de que um produto só pode receber o nome de “carne” se for, de fato, parte muscular de um animal. Os produtores de carnes vegetais, por sua vez, alegam que um produto que parece em vários aspectos com carne e que é usado da mesma forma na culinária deve ser chamado de carne, sim.

Essa disputa de nomenclatura fica mais evidente quando o assunto é hambúrguer, por exemplo. Seria errado falar “hambúrguer de soja”? Os fabricantes deveriam chamar de “disco de soja para colocar no sanduíche”?

Embora exista o debate, algumas grandes empresas produtoras de carne já investem em produtos sem nada de origem animal que levam nomes parecidos com os produtos cárneos. Elas estão, aparentemente, prevendo que nessa disputa os produtos vegetais sairão vencedores e já estão garantindo a sua fatia de mercado.



117 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: