- visualizações

Em estratégia quase de guerra, ativistas veganos continuam ajudando pessoas em situação de rua

Ajude de qualquer lugar do país.


51 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Em todo o Brasil, pessoas em situação de rua estão sofrendo ainda mais do que quando não havia pandemia. Muitas ONGs de distribuição de comida a essas pessoas pararam de fazer o trabalho para seguir a recomendação de isolamento social.

Mas em São Paulo, a ativista Bruna Dias resiste praticamente sozinha entregando comida vegana a pessoas em situação de rua pelo menos uma vez por semana. Fundadora da ONG Colmeia Vegan, que tem o projeto Veganismo Solidário, Bruna não pode contar com muitos voluntários para o preparo das refeições e tem entregado tudo sozinha.

Além de uma marmita, cada pessoa recebe água mineral, fruta, pão, ração para os animais e sabonetes para higiene pessoal, fundamental na atual crise. A entrega precisa ser rápida e organizada para evitar aglomeração e as pessoas em situação de rua têm entendido isso e colaborado.

Neste domingo (29), acontecerá uma nova entrega e, para ajudar nas despesas, Bruna pede que doadores de qualquer lugar do Brasil depositem qualquer quantia na conta do projeto.

Banco Itaú
Agência: 3095
Conta Corrente: 21139-1
CNPJ: 28.683.503/0001-28
Associação Veganismo Solidário

Em Fortaleza, capital do Ceará, o projeto também está presente com o coordenador Marcelo, que entregou 170 marmitas sozinho de bicicleta no último domingo (22).

51 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: