Em Limeira, as crianças dão o recado

- visualizações

Em Limeira, as crianças dão o recado


  Achou útil? Clique no coração e agradeça.


Aconteceu neste final de semana um protesto pacífico contra o rodeio de Limeira, no interior de São Paulo. O curioso (e muito bacana!) foi a presença de crianças e seus cartazes feitos a mão.

Saiu num jornal local…
Ativistas fazem passeata contra maus-tratos aos animais em rodeios

Com o intuito de conscientizar as pessoas sobre as atrocidades realizadas com os animais nos rodeios, ativistas, membros da Organização de Proteção aos Animais (OPA) e simpatizantes realizaram na manhã de ontem, uma passeata percorrendo as ruas da cidade fazendo uma manifestação contra o uso de animais em rodeios.
O evento foi realizado ontem, em razão da Festa do Peão que vem acontecendo em Limeira, nessa semana. De acordo com o ativista da OPA, Luiz Antonio Moreira Júnior, o objetivo era de realizar uma passeata pacífica com faixas, cartazes, apitos, narizes de palhaço e distribuição de panfletos informativos.

Moreira ressaltou que é difícil despertar a indignação nas pessoas com relação aos maus-tratos com os animais usados em rodeios como bois, vacas e bezerros por serem consumidos como alimentos pelos seres humanos. “Geralmente, as pessoas se importam mais com animais domésticos como gatos e cachorros. Mas elas não têm idéia do que esses bichos sofrem nesses eventos”, enfatizou.

Além de falar do rodeio, a intenção do manifesto foi também informar as pessoas sobre a origem da carne consumida pela população, como são tratados os animais no matadouro, nas granjas e como funciona o sistema em um frigorífico, visto que a maioria dos ativistas participantes são também vegetarianos.

Ano passado, ativistas de Limeira realizaram um manifesto, mas poucas pessoas participaram do encontro. Em cidades como Americana, Piracicaba e Campinas, a aceitação é maior. “Dessa vez conseguimos muitos contatos via orkut e conhecemos muitos ativistas e vegetarianos que lutam por essa causa”, disse.

A psicóloga Tamara Tetzner Giordano era uma das participantes da passeata. Amante dos animais, após ver cenas de documentários que relatam o tratamento que os bichos ganham nos frigoríficos, Tamara resolveu ser adepta do vegetarianismo. “Eu não tenho mais vontade de comer carne depois que vi esses filmes”, comentou a psicóloga, que é vegetariana há um mês e meio.

Para ela, as pessoas precisam ver a realidade sofrida por esses animais para poder se conscientizar. “A população não tem idéia do que esses animais sofrem na cocheira antes de entrar na arena. Eles, iguais às pessoas, também ficam irritados e nervosos”, frisou. Além disso, segundo Tamara, as festas do peão não precisam acabar. “Mas só acho que não precisa ter o uso de animais, e sim somente os shows”, concluiu. FONTE

Agradecimento especial à leitora Julyane Tonello.

  Achou útil? Clique no coração e agradeça.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: