- visualizações

Engenheiro brasileiro desenvolve desidratador de alimentos


16 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Com tecnologia e desenvolvimento 100% nacional, o engenheiro mineiro com pós-graduação em engenharia de alimentos pela Universidade Federal de Viçosa, Pedro meloni, criou um desidratador de alimentos ideal para uso doméstico. Segundo o fabricante, é uma peça muito útil na cozinha de vegetarianos e pessoas que querem uma alimentação mais saudável.

O desidratador de alimentos Pratic Dryer foi projetado para atender as necessidades de quem deseja desidratar alimentos em casa para seu próprio consumo. Com ele você pode desidratar frutas como: abacaxi, banana, caqui, goiaba, jaca, mamão, maçã, manga, melão, entre muitas outras. Além das frutas muitas hortaliças, condimentos e especiarias podem ser desidratados com sucesso. Produtos como farinha de banana verde e de casca de maracujá podem ser feitos com alta qualidade e com um custo muito mais baixo do que os comprados no mercado.

Desidratando seus próprios alimentos você tem a garantia de estar consumindo produtos mais saudáveis, além de gastar muito menos.

Tensão elétrica no local (não é bivolt) • 110 ou 220 Volts
Potência máxima • 400 Watts
Área de secagem total (5 bandejas) • O,52 m²
Dimensões (largura x altura x profundidade) • 380 x 410 x 460 mm

Sua estrutura é construída em chapas de MDF com 15 mm de espessura, proporcionando um ótimo isolamento térmico e fácil limpeza. O MDF é um painel de fibras de madeira conhecido mundialmente e ecologicamente correto.

O módulo de aquecimento e ventilação são construídos com chapa de aço galvanizado garantindo resistência e durabilidade. As bandejas são fabricadas com tela plástica atóxica que permitem fácil e eficiente higienização. A resistência elétrica utilizada apresenta excelente eficiência térmica, por isso o consumo de energia é reduzido.

O desidratador Pratic Dryer possui um sistema de ventilação eficiente e um controlador que permite ajustar a temperatura do ar de secagem. A temperatura máxima de funcionamento está entre 60 e 65°C, mas pode ser facilmente regulado para 40 a 42°C, por isso é o modelo ideal para quem consome ALIMENTOS VIVOS.
O funcionamento é simples: o ventilador succiona o ar ambiente que é aquecido pela resistência. O ar quente é direcionado para a câmara de secagem e passa entre as bandejas retirando a água contida nos alimentos.

Vendas: Eng. Pedro Meloni na empresa Meloni Consultoria
Site: www.meloni.com.br
E-mail: contato@meloni.com.br
Tele/Fax: (31) 3891-6198

16 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: