Estudante mato-grossense que publicou vídeo estuprando cadela tem prisão preventiva decretada

- visualizações

Estudante mato-grossense que publicou vídeo estuprando cadela tem prisão preventiva decretada

A polícia já está atrás dele.


11 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Um caso chocou as redes sociais nessa quarta-feira (19). O estudante de odontologia Emerson Fernandes Pedroso, morador da cidade de Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, publicou um vídeo de estupro no Facebook.

Aparentemente sem saber que o ato de zoofilia é um crime em todo o território nacional ou ignorando a lei, o futuro dentista filmou a si mesmo enquanto cometia o ato de estupro contra sua cadelinha de estimação que se chama “Branquinha”.

No vídeo, excluído do Facebook junto com a conta do acusado, Emerson faz comentários nojentos e chega a dizer que gosta dessa cachorra porque ela “aguenta tudo”. Ficou claro que o ato é feito há muito tempo e provavelmente envolve outros animais.

Em seu Instagram, que até o fechamento desta matéria ainda não havia sido apagado, outros animais aparecem nas fotos (veja aqui). Como Emerson deu a entender no vídeo que a prática é recorrente, ONGs de proteção aos animais têm como primeiro objetivo retirar todas as vítimas da guarda do estudante.

Também em seu Instagram, Emerson anunciou que vende filhotes de cães da raça pastor belga. Explorador de animais em todos os sentidos.

A ONG local Organização de Proteção Animal de Mato Grosso (OPA-MT) declarou que será feita denúncia formal contra Emerson.

Na tarde desta quinta-feira (20), a Delegacia Estadual do Meio Ambiente (DEMA) anunciou que a prisão preventiva do estudante já foi decretada. A polícia informou ainda que Emerson teria fugido de sua casa ao saber que está sendo procurado.

Zoofilia, o ato de fazer sexo com animais, é crime. Se condenado, Emerson pode pegar até um ano de cadeia.

Se você tem informações sobre o paradeiro do acusado:

Qualquer informação que possa levar à prisão de Emerson Fernandes Pedroso devem ser encaminhadas à Delegacia Estadual do Meio Ambiente (DEMA), nos telefones (65) 3623-7681 ou (65) 3645-4902.


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade:

11 pessoas agradeceram por este conteúdo.