Jair Bolsonaro falta com a verdade ao se defender de vídeo em que ele declara total apoio à caça

- visualizações

Jair Bolsonaro falta com a verdade ao se defender de vídeo em que ele declara total apoio à caça

Entenda o caso.


342 pessoas agradeceram por este conteúdo.


O candidato Jair Bolsonaro (PSL) publicou nesta quarta-feira (25) um vídeo em que se defende da acusação de ser favorável à caça de animais.

No vídeo de pouco mais de dois minutos, Bolsonaro afirma ter sido vítima de notícia falsa. O candidato acusa um internauta chamado André de ter sido o primeiro a propagar o tal vídeo em que ele fala sobre caça e diz que o material foi maldosamente editado.

Bolsonaro afirma que falava exclusivamente sobre a caça aos javalis, que é liberada na maior parte do país, e que o internauta André cortou a informação sobre a espécie para parecer que ele, Bolsonaro, se referia à caça de animais no geral.

Mal intencionado ou mal assessorado, Jair Bolsonaro deixou de dizer que, na verdade, quem primeiro divulgou o vídeo foi a ANCC – Associação Nacional de Caça e Conservação, que é a associação à qual pertence o homem que aparece ao lado de Bolsonaro em um carro enquanto o candidato fala sobre caça.

O vídeo da ANCC foi publicado em 20/07/2018 (sexta-feira) e, até o fechamento desta matéria, consta na página oficial da instituição, na qual é possível conferir a data de publicação (assista aqui). Caso o vídeo seja retirado da página dos caçadores nas próximas horas após a publicação desta matéria, fizemos uma cópia de segurança dele que pode ser acessada no link a seguir (acesse aqui).

Já o vídeo do internauta André, que Bolsonaro diz que foi o primeiro a ser publicado e ser a causa de toda a polêmica por ter edição maldosa, foi publicado três dias depois do original, em 23/07/2018 (segunda-feira), conforme é possível notar no próprio vídeo de defesa de Bolsonaro (assista aqui).

A primeira página a divulgar o vídeo em que Bolsonaro deliberadamente declara apoio incondicional à caça de animais foi justamente a página dos caçadores, a ANCC, que não teria nenhum interesse em editar o vídeo de forma a prejudicar o candidato. Até porque Bolsonaro já demonstrou ser parceiro da instituição.

Fica provado, portanto, que o candidato Jair Bolsonaro não descreveu a cronologia dos fatos com verdade, provavelmente para tentar se livrar das declarações de apoio à caça que ele mesmo fez.

342 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: