Justiça gaúcha proíbe Pega do Porco na Lama que aconteceria em evento no interior do estado

- visualizações

Justiça gaúcha proíbe Pega do Porco na Lama que aconteceria em evento no interior do estado

Vitória.


64 pessoas agradeceram por este conteúdo.


A Justiça proibiu a realização de uma tradicional e cruel prova envolvendo filhotes de porco que aconteceria durante a 20ª Festa das Azaleias de Araricá, cidade que fica no interior do estado do Rio Grande do Sul, a 70 km de Porto Alegre.

Araricá é conhecida por ter grande produção de flores azaleias, mas tem também como tradição a Pega do Porco na Lama. Em uma arena cheia de lama, os organizadores soltam um filhote de porco que foge apavorado de participantes que tentam pegá-lo.

Os participantes se jogam com toda força em cima do animal, agarram ele pela pata traseira e chegam a levantar o animal assim. Alguns participantes chegam a chutar o porquinho, como é possível ver em vídeos no YouTube (veja aqui).

“O risco de dano irreparável está presente pela iminente realização do evento, com possibilidade de causar sofrimento desnecessário aos animais que seriam utilizados na atividade.” – escreveu Felipe Só dos Santos Lumertz, juiz da 2ª Vara Cível de Sapiranga, responsável pela proibição.

A ação foi movida pelo Movimento Gaúcho de Defesa Animal (MGDA) em parceria com o Coletivo Jurídico de Proteção e Defesa Animal (Cojur Animal). A prova aconteceria no sábado (24).

64 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: