Mais de 2.400 animais morrem de calor extremo, exaustão e inanição em navio de exportação

- visualizações

Mais de 2.400 animais morrem de calor extremo, exaustão e inanição em navio de exportação

Triste realidade.


94 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Após péssima repercussão internacional, o governo australiano declarou que vai investigar a morte de mais de 2.400 ovelhas durante viagem que fariam para o Catar, no Oriente Médio.

A Austrália é um dos maiores exportadores de animais vivos para serem abatidos em outros países, especialmente árabes.

Um vídeo divulgado pela ONG Animal Australia ganhou notoriedade nos últimos dias e denuncia o sofrimento dos milhares de animais durantes viagens de navio. No vídeo, é possível ver ovelhas sofrendo, sem ar, sob calor extremo em um navio abarrotado de animais. Por conta da lotação, o calor fica insuportável e muitos animais não conseguem ter acesso à comida e água.

Muitos filhotes – que nascem durante o trajeto que leva semanas – são pisoteados pelos outros animais por conta da falta de espaço.

Nesse tipo de exportação, é comum e já previsto pelas empresas que uma parte dos animais vai morrer na viagem, mas neste caso foram 2.400 animais, o que chamou a atenção da mídia. O caso ganhou uma matéria no jornal New York Times (veja aqui, em inglês) e vem sendo comentado em todo o mundo.

Assista ao vídeo (contém cenas fortes) | YouTube

94 pessoas agradeceram por este conteúdo.

publicidade


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: