Novo estudo coloca plantas como vitais na evolução do cérebro humano – e não a carne

- visualizações

Novo estudo coloca plantas como vitais na evolução do cérebro humano – e não a carne

Quebra de paradigmas.


2 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Um dos argumentos mais usados pelos defensores da ideia de que o ser humano precisa de carne para viver é que sem a ela não teríamos evoluído ao ponto em que estamos. A proteína presente na carne dos animais caçados pelos homens das cavernas teria sido fundamental para o desenvolvimento do cérebro humano.

Um novo estudo, porém, contradiz essa tese e argumenta que os carboidratos presentes nas plantas que foram vitais no desenvolvimento de nosso cérebro, e não a carne. A conclusão foi obtida por estudiosos de três universidades: Universidade Autônoma de Barcelona, University College of London e Universidade de Sydney.

O material, intitulado A Importância Da Dieta De Carboidratos Na Evolução Humana, foi publicado na mais recente edição do periódico The Quarterly Review of Technology (veja aqui, em inglês). “A capacidade de aproveitar raízes e tubérculos ricos em amido na dieta dos primeiros hominídeos é considerada um passo potencialmente crucial na diferenciação entre os primeiros Australopitecinos de outros hominídeos.” – diz o texto.

As enzimas amilases salivares, que ajudam nosso organismo a transformar os carboidratos em açúcares, está presente em quantidades três vezes maiores nos seres humanos do que em outros primatas. Essa adaptação, que começou há cerca de um milhão de anos, trouxe uma importante vantagem à nossa espécie na corrida evolutiva.

O estudo é categórico sobre o consumo de plantas por nossos antepassados. “Alimentos provenientes de plantas ricas em amido eram uma parte abundante, confiável e importante da dieta.” – diz o texto.

Ainda segundo o estudo, os carboidratos não eram apenas comuns na dieta antiga, mas sim alimentos que definiram a evolução humana. Os cientistas acreditam que os carboidratos presentes nas plantas continuam sendo necessários. “Os humanos modernos requerem uma fonte confiável de carboidratos glicêmicos para manter o funcionamento adequado de nosso cérebro, médula renal [parte do rim], glóbulos vermelhos e tecidos reprodutivos.” – completam.

É claro que esse não é um chamado para uma dieta baseada em carboidratos, temos muitas opções de alimentos vegetais disponíveis e devemos usá-las com inteligência. Mas o que fica é que a carne não é dispensável apenas nos dias de hoje, mas pode ter sido completamente dispensável também durante a evolução humana no passado, segundo sugere o estudo.


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade:

2 pessoas agradeceram por este conteúdo.