- visualizações

Professor da Universidade de Harvard alerta sobre riscos das gorduras saturadas de origem animal

Mais um motivo para abandonar produtos de origem animal.


162 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Um recente estudo, liderado pelo Dr. Frank Sacks, professor de prevenção de doenças cardiovasculares na escola de saúde pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, alerta mais uma vez para os riscos do consumo de produtos de origem animal.

As gorduras presentes em queijos, ovos e carnes, mesmo quando não aparentes, são um fator de risco bastante considerável para o desenvolvimento de doenças coronárias, que foram o foco do estudo.

A pesquisa de Sacks foi publicada como uma recomendação da Associação Americana de Cardiologistas (veja aqui, em inglês) para a diminuição ou o não consumo de gorduras saturadas. A recomendação foi destaque também no próprio site da Universidade de Harvard (veja aqui, em inglês) e também no jornal Folha de S. Paulo (veja aqui).

Frank diz que estudos antigos, dos anos 60, concluíram que grupos de pessoas que consumiam gorduras animais como a manteiga tinham menor taxa de morte por complicações do coração. Na época, no entanto, os pesquisadores deram para os pesquisados margarinas com alto teor de gorduras trans em substituição à manteiga, mas as gorduras trans são piores do que gorduras animais.

Se a substituição das gorduras animais for feita por gorduras vegetais poli-insaturadas, principalmente o óleo de soja sem gordura trans, o resultado é uma redução de 29% em risco de doenças do coração.

Frank faz um adendo a respeito do óleo de coco, muito utilizado atualmente. Apesar de ser vegetal, o professor acredita que ele não traz benefícios para a saúde e que o consumo constante pode trazer malefícios, uma vez que sua gordura é altamente saturada.

A Associação Americana de Cardiologistas sugere uso de azeite, óleo de soja, canola, milho, girassol, amendoim e outros. Não recomenda consumo constante de nenhum tipo de gordura animal, óleo de coco ou azeite de dendê.

Vale lembrar que os produtos de origem animal, mesmo quando aparentam não ter gorduras, têm. Muitas pessoas consomem cortes mais magros de carne achando que estão se abstendo de gorduras saturadas, mas não estão. O mesmo vale para queijos – mesmo os brancos – e ovos.

162 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: