Sacerdote de religião africana está no Brasil em campanha contra o sacrifício de animais

- visualizações

Sacerdote de religião africana está no Brasil em campanha contra o sacrifício de animais

Novos tempos.


160 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Dagoberto Isaac, conhecido como Alawowwo, é um sacerdote do culto de Yezan, uma religião africana com mais de 4.500 anos que nunca usou sacrifício de animais. Alawowwo veio ao Brasil com a esposa convidado por Solange Buonocore, que é dona de um terreiro de candomblé em Guarulhos, São Paulo.

O objetivo de Alawowwo é apresentar o culto de Yezan para os sacerdotes brasileiros e explicar que há alternativas ao sacrifício de animais que não ferem os ritos das religiões afro.

“Todas as religiões um dia fizeram sacrifício animal, os cristãos, os muçulmanos, os budistas. Mas se adaptaram às mudanças da sociedade e não fazem mais isso. Até hoje nas missas católicas os padres falam ‘o sangue de Cristo’ quando levantam o copo, mas não é mais sangue que tem ali. Agora está na hora das religiões de origem africanas se adequarem aos tempos modernos.” – disse Alawowwo em entrevista à Folha de S. Paulo (veja aqui).

“Na Europa já é proibido matar animais em cerimônias religiosas. As religiões africanas no mundo todo sofrem pressão das organizações de defesa dos animais e dos governos, e o culto de Yezan é um caminho.” – completou.

Em 2017, Solange Buonocore contou em um vídeo sobre o culto Yezan para explicar aos frequentadores de seu terreiro os motivos que a levaram a deixar de sacrificar animais em 2016 (assista aqui).

160 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: