Sem ração desde sábado (6), santuário que abriga os Porcos do Rodoanel precisa de ajuda agora

- visualizações

Sem ração desde sábado (6), santuário que abriga os Porcos do Rodoanel precisa de ajuda agora

Sem nenhuma ajuda, local pode fechar as portas em 2 meses.


45 pessoas agradeceram por este conteúdo.


É comum que casos de grande comoção popular tenham ajuda financeira apenas no começo e sejam esquecidos depois. Com o resgate das Porcas do Rodoanel não está sendo diferente. Há algumas pessoas ainda empenhadas e doando para a manutenção dos animais resgatados naquele terrível acidente (entenda o caso), mas são poucas.

A grande movimentação e recorde de arrecadação observada quando o acidente aconteceu gerou cerca de R$ 270 mil reais em recursos. É bastante dinheiro, mas quase 2 anos depois e com gasto fixo no santuário de R$ 20 mil por mês entre veterinários, comida, energia elétrica, imposto, funcionários e outras contas que não param de chegar, fica difícil.

Todo o dinheiro arrecadado na campanha inicial acabou no início de fevereiro de 2016. Mas o que foi feito com tanto dinheiro? É natural que você se pergunte isso. E é justamente por isso que até hoje existe a planilha feita na época do resgate para consulta (acesse aqui).

Desde o último sábado (6), a situação no santuário Terra dos Bichos ficou mais grave. A ração dos cerca de 90 porcos abrigados no local acabou. A alimentação dos animais está sendo feita apenas com verduras e legumes doados.

Com mais de 500 animais ao todo, de diversas espécies, o local realmente precisa de ajuda. A idealizadora do santuário, Cintia Frattini, conversou com o Vista-se no fim da manhã desta terça-feira (9).

Segundo Cintia, o santuário não paga conta de água desde que o poço de quase 300 metros de profundidade foi construído, o que é ótimo. Mas, por outro lado, há um custo fixo de energia elétrica que gira entre R$ 1.200,00 e R$ 1.500,00 por mês. Isso porque a bomba que puxa a água é elétrica.

A grande e bonita propriedade onde funciona o santuário, na cidade de São Roque, interior de São Paulo, é da sogra de Cintia, ou seja, é emprestada. A ativista faz comida vegana por encomenda e também vende em eventos para arrecadar dinheiro, mas não há como manter tudo se não houver doações.

Fizemos uma pergunta difícil a ela: e se as pessoas pararem de doar dinheiro e apenas curtirem e compartilharem as publicações no Facebook? Quanto tempo você consegue manter o local com seus próprios recursos?

A resposta foi mais preocupante do que imaginávamos. “No máximo, 2 meses. Já devo muito IPTU, energia elétrica… por mais que eu cozinhe 24 horas por dia, não vou conseguir sem ajuda.” – disse Cintia.

E se ela não conseguir mesmo, é difícil pensar o que fazer com os mais de 500 animais do santuário Terra dos Bichos.

Doe agora

Todas as formas de doar para o santuário estão disponíveis no site oficial (acesse aqui).

45 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: