- visualizações

Toyota usa animais pedindo para serem mortos por caçadores em propaganda de nova picape

O filme publicitário vem recebendo críticas severas.


1 pessoa agradeceu por este conteúdo.



Atualização em 20/12/2015 às 10h58: a Toytota decidiu retirar o comercial do ar (entenda).


A montadora automobilística Toyota, com sede no Japão, acaba de lançar aquele que é talvez o pior e mais perverso comercial de carros do mundo.

Para lançar o modelo 2016 da picape Hilux na Nova Zelândia, a empresa está veiculando um anúncio em vídeo de um minuto e meio que mostra animais declamando uma espécie de poema em homenagem à nova versão da Hilux. Embora todos os animais usados no filme sejam resultado de computação gráfica, o comercial é mais do que ofensivo a todas as pessoas que têm o mínimo de respeito por outras espécies de animais.

Logo na primeira cena, um alce vê um grupo de caçadores ao redor de uma fogueira e vai até eles. Enquanto pisa propositalmente em galhos para chamar a atenção dos caçadores, ele diz: “Oh, que alegria, ser transportado na Hilux. Eu não vou ser caçado, vou ser, de forma feliz, capturado.” – declama. Logo após, aparece morto e amarrado na parte da frente do carro e continua recitando (mesmo após baleado e morto) palavras em favor da picape.

Na cena seguinte, uma família tira fotos com um peixe enorme que acabaram de pescar. O animal, asfixiando-se fora da água, diz que a família vai cuidar bem dele até que eles cheguem ao taxidermista (profissional que “empalha” animais).

Na próxima cena, um gambá se coloca no meio de uma estrada e fica em pé e de “braços abertos”, esperando que a nova Hilux o atropele. Enquanto aguarda, ele faz uma declaração em tom de poesia: “Mesmo quando você faz uma bagunça decente em mim, eu fico aqui honrado, abraçando o meu destino.” – diz.

Todo o filme publicitário é baseado no suposto orgulho que os animais sentem em morrer para serem transportados em uma picape da Toyota. Lagostas, anchovas e patos mortos e pendurados também louvam a nova Hilux, ao lado das armas usadas para matá-los.

A peça foi criada pela renomada agência norte-americana Saatchi & Saatchi, que tem escritórios em mais de 70 países, entre eles, o Brasil. Felizmente – se é que tem algo feliz nessa história –, a Toyota está veiculando esse anúncio apenas na Nova Zelândia.

A criação de uma campanha dessas mostra quão atrasados estão os publicitários neozelandeses da Saatchi & Saatchi. Mas o que mais impressiona é a ideia ter sido aprovada pela Toyota e produzida, em um processo que envolve dezenas de pessoas e muitas semanas de trabalho. Parece que ninguém se deu conta de que esse filme é uma ofensa e um forma de marketing negativo para a montadora.

Assista ao vídeo | Youtube

1 pessoa agradeceu por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: