- visualizações

Vaticano mantém sua própria fazenda para criação e morte de animais consumidos pelo papa

Na prática, o discurso de paz não vale para todos.


160 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Algumas vezes, o papa Francisco já demonstrou forte inclinação às causas ambientais e animais. Mas, na prática, o dia a dia do pontífice é recheado de produtos de origem animal e, consequentemente, de exploração e morte de animais.

O Vaticano mantém uma fazenda nas imediações de Roma que tem 11 hectares a mais do que toda a área do próprio Vaticano. Ao menos 70 vacas são exploradas para a produção de leite por lá. São pelo menos 700 litros de leite distribuídos diariamente por um veículo utilitário às cozinhas do Vaticano.

A fazenda possui ainda uma pequena fábrica de queijos, manteigas e outros produtos lácteos e uma marca própria chamada Ville Pontificie. Até mesmo pinturas de paredes de prédios oficiais no Vaticano são feitas com uma mistura de leite e cal, considerada mais ecológica.

Por lá existem também dezenas de galinhas para a produção de cerca de 200 ovos por dia. Perus, coelhos, porcos, patos, frangos e bois são criados para abastecer as cozinhas do Vaticano com carnes.

É bom salientar, porém, que a fazenda não é uma aquisição do papa Francisco. Ela funciona como casa de verão dos papas desde 1600 e também como “fábrica” de suprimentos para as cozinhas do Vaticano. Não há notícias, no entanto, de que o papa Francisco se oponha a existência de abates de animais na fazenda. A maior prova disso é que ele consome os produtos animais que saem de lá.

Se um dia algum papa tiver a coragem de realmente assumir que matar animais é errado, terá que começar sua jornada de conscientização mudando as regras de sua “própria” fazenda para que ela produza apenas vegetais. Infelizmente, isso parece estar longe de acontecer.

160 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: