Carta aberta ao historiador Leandro Karnal sobre declarações recentes a respeito do veganismo

- visualizações

Carta aberta ao historiador Leandro Karnal sobre declarações recentes a respeito do veganismo

Seriam escolhas pessoais se não houvesse vítimas.


474 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Não é de hoje que o historiador Leandro Karnal, professor da UNICAMP, critica pessoas que não comem carne. Em 2016, ele deu uma declaração bastante ácida sobre os vegetarianos durante um evento cultural em Campinas, interior de São Paulo. Ele afirmou que vegetarianos são insuportáveis (assista aqui).

Recentemente, em um evento na Livraria Cultura, Karnal voltou a se referir ao público que não consome animais (assista aqui). Ele diz que referiu-se apenas àquelas pessoas que se julgam superiores por não comer animais, não a todo o movimento vegano.

Nesta quinta-feira (10), Karnal publicou um texto em sua página oficial no Facebook explicando que não quis ofender o movimento vegano como um todo, e que se referia especificamente a pessoas que fazem patrulhamento, que se acham superiores por suas escolhas alimentares, culinárias.

Aproveitando esse gancho, Fabio Chaves, fundador e infoativista do portal Vista-se, escreveu para Leandro Karnal:

Karnal, acho válido esse tipo de texto, essa humildade em reconhecer que talvez tenha havido um ruído de comunicação.

Contudo, peço sua atenção para uma questão muito importante: veganos não o são por mera escolha alimentar. Não estamos falando de um grupo de pessoas que gosta de comer vegetais e que, por isso, condena quem gosta de comer carne.

Estamos falando de pessoas que, na maioria das vezes, gostavam de comer carnes, laticínios e ovos e que decidiram não mais consumir esses produtos por entender que a demanda por eles causa dor e sofrimento.

Fui palestrante do TEDxCampinas com um tema justamente relacionado à alimentação: “Seriam escolhas pessoais se não houvesse vítimas”. O vídeo oficial ainda não foi divulgado, mas, pelo título e por esta contextualização, acredito que já seja possível abrir um debate.

Considerando que não precisamos de produtos animais para ter uma boa saúde, você acha válido evitar a dor e o sofrimento dos animais escolhendo o que colocamos no prato como uma atitude política e filosófica?

O texto foi publicado como um comentário na página de Karnal (veja aqui).

474 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: