Creme Vegetal Primê, fabricado pela Coamo, é uma alternativa sem nada de origem animal

- visualizações

Creme Vegetal Primê, fabricado pela Coamo, é uma alternativa sem nada de origem animal

Confira os estados atendidos pela marca e o preço baixíssimo do produto.


155 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Em fevereiro deste ano, noticiamos que a multinacional Unilever admitiu que a vitamina D usada no Creme Vegetal Becel é de origem animal (relembre aqui). A Becel nunca foi vegana por ser da Unilever, empresa que testa em animais, mas era usada por um número considerável de veganos por ser a única conhecida no mercado.

Após a notícia de que a Becel definitivamente não é adequada para veganos, as redes sociais veganas ferveram de dúvidas sobre o que passar no pão. Há algumas semanas estamos pesquisando a respeito e chegamos à empresa paranaense Coamo, que fabrica o Creme Vegetal Primê.

O Primê é mesmo 100% vegetal, ao contrário do seu concorrente fabricado pela Unilever. Entramos em contato com a empresa por telefone e eles confirmaram que não há nada de origem animal no produto. Pedimos uma posição oficial da Coamo por e-mail para ficar registrado e o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) nos pediu cinco dias úteis para levantar novamente a informação com sua área técnica.

Na manhã desta segunda-feira (13), recebemos uma nota com a confirmação de que não há nada de origem animal na receita do Creme Vegetal Primê.

“Todas as matérias-primas e ingredientes presentes na formulação do Creme Vegetal Primê são de origem vegetal. Entretanto, pelo Creme Vegetal Primê ser fabricado em mesma linha de produção de outras margarinas, há a possibilidade de, devido a contaminações cruzadas, haver resíduos de soro de leite.” – diz a nota, enviada exclusivamente ao Vista-se.

É importante ressaltar, portanto, que o Creme Vegetal Primê é produzido no mesmo maquinário onde se processam produtos com soro de leite. Ele pode ter traços de leite. Para os que não consomem produtos com traços, fica essa informação importante.

Infelizmente, o Creme Vegetal Primê não pode ser encontrado em todo o Brasil. Mas, segundo o SAC, residentes das regiões sudeste e sul conseguirão encontrá-lo com certa facilidade – confira a imagem abaixo, pois não são todos os estados. Os grandes mercados que vendem por atacado costumam ter o produto.

Caso você esteja nas regiões citadas e nunca tenha achado em sua cidade, entre em contato com um representante da Coamo em sua cidade. Para encontrar o representante, use o sistema da empresa, disponível no site deles (acesse aqui). Clique em seu estado, depois em “linha varejo/consumidor” e depois escolha a sua cidade ou a cidade mais próxima da sua.

O preço é um grande atrativo do Creme Vegetal Primê. Em Campinas, interior de São Paulo, é possível encontrar a embalagem de 500 gramas por menos de R$ 2,00. Sim, você leu certo, é mais barato do que qualquer outra margarina ou creme vegetal.

Reforçamos, porém, que cremes vegetais, margarinas e manteigas não são as opções mais saudáveis para o seu café da manhã. Procure substituir esses produtos por pastas e cremes caseiros, como os à base de tofu ou de grão-de-bico. Você vai agregar sabor e nutrientes ao seu dia.


Erro corrigido:

A leitora Gabriella Araujo nos ajudou a corrigir um pequeno erro de português nesta matéria.

155 pessoas agradeceram por este conteúdo.

Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Apoie com R$ 1,00 por mês (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade: