CASACOR Paraná volta atrás e substitui poltrona feita com animais mortos após forte repercussão

- visualizações

CASACOR Paraná volta atrás e substitui poltrona feita com animais mortos após forte repercussão

As redes sociais têm força.


84 pessoas agradeceram por este conteúdo.


Na sexta-feira (9), começou a circular nas redes sociais a foto de uma poltrona feita com peles de animais. Mais do que isso, a poltrona na foto tem duas cabeças de animais reais para apoio de braço.

A repercussão foi forte e milhares de pessoas compartilharam a foto tecendo críticas ao evento CASACOR Paraná (Facebook). A página do evento no Facebook foi inundada com comentários a respeito da poltrona e a nota da página, que vai de 1 a 5 estrelas, foi derrubada.

Menos de 24 após o início da repercussão, nesse sábado (10), a CASACOR Paraná publicou um comunicado onde o arquiteto responsável pelo ambiente onde estava a poltrona diz que a peça foi substituída.

Carlos Navero, o arquiteto, disse ainda que o ambiente criado por ele era todo de reaproveitamento e as peles que revestem a poltrona foram reaproveitadas de um casaco com mais de 50 anos. Ele afirmou também que não teve a intenção de incentivar ou apoiar a matança de animais. A íntegra da nota pode ser conferida no Facebook (clique aqui).

Com décadas de história, o evento CASACOR percorre o país exibindo tendências da decoração e sempre foi muito respeitado. No entanto, este é o segundo caso de polêmica envolvendo animais este ano. Em Goiânia, o evento que vai até o dia 21 de junho está expondo um boi vivo em um dos ambientes (veja aqui) e também recebeu críticas por isso.


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui)

Nossas redes sociais:
Facebook | YouTube | Instagram | Twitter

Publicidade:

84 pessoas agradeceram por este conteúdo.